quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Minha cristaleira, minha queridinha

Minha mami sempre disse que quando ela morresse, a cristaleira dela seria minha, com tudo o que tinha dentro. Bom, foi o que aconteceu. Quando ela se foi, a cristaleira veio.
É minha queridinha, primeiro porque acho ela linda, e segundo, pelos objetos que estão nela,
que 'contam' boa parte da minha vida.





Por enquanto, na parte de cima está assim, mas logo esse arranjo será mudado.


Também aqui, tudo faz parte do meu pequeno acervo de família.


Aqui somos eu e marido quando jovens. Faz tempo...


Essas são minhas loucinhas de bebê, que ganhei quando nasci,
de várias pessoas que foram me visitar. Estão preservadas há mais de meio século. Não são fofas?


Quem sabe qualquer hora eu mostre mais de perto as outras peças, e conte a história delas...

imagens: arquivo pessoal

Um comentário:

Rô Faleiro disse...

OI Silvia
ela é linda mesmo!
a minha tbm ganhei da minha mãe, que graças a Deus ainda está comigo :)
ela tinha 2, 1 na loja dela e 1 em casa, então deu uma pra mim, eu a adoro :)
Bjinhus