segunda-feira, 12 de julho de 2010

Ser, e ser, e ser. Eis a questão.



Ela faz tudo isso, sim. É uma dona de casa perfeita, eu queria ser como ela. Mas também é jornalista, especializada em agro-negócios, experiente, competente. Culta e bem informada. E é artista plástica. E faz bijuterias. E bomboms, e bolos artísticos. Toca piano e violão. E... ai, a lista é grande. E ainda por cima é linda. Por dentro e por fora. 
Nós, mulheres, temos essa necessidade de desenvolver muitas competências. Acho que, assim, a vida fica melhor, pra nós e pros outros. Se o talento não veio junto com o 'produto', podemos correr atrás de conhecimentos e habilidades.
E é isso que a maioria de nós têm feito, não é mesmo??...

2 comentários:

Bel disse...

Amei a homenagem...será q/mereço? Acho que só tento replicar aquilo que sempre vi nas mulheres que amo e admiro. E hoje em dia penso em ser um bom exemplo para minha pequena talentosinha!

Silvia disse...

ué, todo mundo tem que ser valorizado pelo que tem de bom!... bjssssss